Em boa companhia

Bom mesmo é estar com quem a gente gosta. Cuidar para manter perto quem nos faz e nos quer bem e se afastar de quem nos faz e nos quer mal. Cultivar velhas amizades para que ganhem mais força com o passar dos anos, cavar novos espaços no coração e deixar mais calor humano entrar. Jogar água no amor, todos os dias. Plantar gentileza aqui, colher sorriso ali. Não quero perto de mim gente mesquinha, gente mascarada, gente inconveniente. Não sei suportar. Não sei rir sem vontade. Não peço que tenham bom humor constante, que sejam bonitos, nem que tenham uma casa na praia para eu passar os finais de semana. Só um pré-requisito se faz necessário: Que sejam de verdade. Que falem o que a voz de dentro mandar. Que sejam poucos ao meu redor, mas que sejam de carne e osso. Que sejam dotados de energia positiva e que tenham uma só pele. Que sejam apenas, em qualquer hipótese, uma boa companhia. Um brinde às pessoas que eu amo.

Anúncios

Afinal, o que é confiança ?

O dicionário Aurélio define confiança como 1.Segurança íntima de procedimento 2. Crédito, fé. 3.Boa fama.

Para mim, confiança nada mais é que ausência de medo. Quando há confiança, não há medo de arriscar, de errar, de se machucar. É simplesmente se entregar, sem sofrer por antecipação pelas consequências, pois a confiança não nos deixa ver o que pode dar errado. Confiança é também otimismo.

É doar-se a alguém sem medo de estar sendo enganado. Confiança é certeza. Certeza de que sua melhor amiga não te difama quando você lhe dá as costas e certeza de que ela irá te defender se alguém o fizer.
Confiança é ousadia. Só os ousados não temem o erro. E quando o erro acontece, confiança é esperança. Só quem tem fé continua e persiste até obter êxito.

Nos relacionamentos, confiança é reciprocidade, é mutualidade. Se não for uma via de mão dupla, ela não existe. Confiança é respeito, é amor, e, sobretudo, fidelidade. Mas a confiança brota de dentro, logo, quem não confia em si próprio, tampouco confiará no outro.

Entretanto, infelizmente, nos últimos tempos, o excesso de confiança no outro tornou-se sinônimo de ingenuidade! Ora, mas quem disse somos espertos? Diversas vezes insistimos em confiar, confiar …até que o pouco de confiança que nos resta, começa a se dissolver nas mentiras, nas decepções e nas surpresas desagradáveis da vida.

Sim, os laços estão frouxos, os cadeados não travam com a mesma força e os interesses estão falando mais alto que os sentimentos. O mundo é dos espertos, é o que ouvimos. Desconfie, tenha sempre aquele pezinho atrás.
Ok, tenho que concluir que, sim, temos que seguir esses dolorosos conselhos. Mas também não sejamos radicais.
Não exclua toda e qualquer chance de confiar em alguém. Modere sua confiança nos outros, sim, vá com calma, o mundo está mesmo louco e não se sabe para onde foram os critérios de bom caráter.

Mas, não se esqueça: confie [SEM MODERAÇÃO] em si mesmo!
Tenho certeza que você não irá se decepcionar!

Posts

setembro 2017
T Q Q S S D S
« fev    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Blog Stats

  • 5,290 visitas
%d blogueiros gostam disto: